segunda-feira, 2 de julho de 2007

...but we don't know the words to the Songs of the Ocean...

Bom dia, boa tarde, boa noite. Não me importa o horário que vocês vão ler isso, contanto que entendam a minha mensagem, e talvez isso possa tornar o dia/tarde/noite de vocês mais agradável.

Pois bem, como todos já repararam, eu sou uma pessoa que pensa demais. Isso às vezes pode se tornar prejudicial, porém é inevitável. É algo que nem vale a pena tentar impedir de fluir, pois seria como colocar uma peneira pra tentar impedir a luz solar: faz uma parte do serviço, mas falha miseravelmente nas outras. Mas voltando ao foco, eu sou uma pessoa que pensa demais. Às vezes me pego pensando no meu passado sombrio, nas poucas oportunidades de diversão real que eu tive na minha vida toda.

Não que eu considere a minha vida chata, longe de mim. Eu tenho tudo que eu quero, na realidade. Trabalho, ganho o suficiente pra me dar ao luxo de viajar duas vezes por ano, beber uma cervejinha com os amigos, tenho familiares maravilhosos, amigos de ótima qualidade e até poderia ser melhor na minha vida amorosa, porém não tenho também do que reclamar.

Mas o silêncio é o meu maior medo. Com ele, sempre surge um momento indesejado de reflexão. Tá, isso não quer dizer que eu esteja com problemas junto com a minha consciência, o problema é que eu odeio deixar pontas soltas na minha vida, e quando essas coisas acontecem, eu fico realmente puto, tentando de alguma forma resolver.

Pois bem, creio que todo mundo daqui sabe que meu último relacionamento foi uma bagunça, né? Eu me entreguei cedo demais, e demais em todos os aspectos, e acabei tomando uma rasteira inesquecível dela. Só que isso não me impede de sentir falta dela, de ainda amá-la, ou talvez até de querer ligar só pra ouvi-la ao telefone. Porém, o que me difere de muita gente é que eu tenho força pra me impedir de tomar decisões erradas. Mas nem por isso minha cabeça pára de refletir sobre os "E se's" da minha vida. Porém, eu encontrei uma música muito boa da banda Star One (mais um projeto paralelo do Arjen Anthony Lucassen, que conta com o Russel Allen, Damian Wilson e mais uma galerinha bolada), que chama Songs of the Ocean. O trecho mais importante, que faz com que eu reflita sempre sobre o que passou, é esse:

"We shape life - We travel space
But we don't know the words to the songs of the ocean
We survive the human race
But we don't know the words to the songs of the ocean"


Levando em consideração todas as provações que eu passei, eu posso dizer que pra mim essa letra se aplica dessa forma: "Eu posso mudar tudo com meus esforços, mas mesmo assim eu nunca saberei o que se passou no coração dela".

Tá, foi uma viagem tremenda? Pode até ter sido, porém pra mim se aplica muito bem, pois eu sei o quanto batalhei para me livrar daquela dor que eu sentia, e ainda assim continuo sem entender direito o que aconteceu.

Mas honestamente, prefiro nem saber. Hoje eu tô melhor, resolvi todas as minhas pendengas, e decidi que o amor que eu sinto pela Grazi vai ter que ser jogado pra escanteio, assim como ela faz comigo. Vou dar meu amor, meu carinho e a minha dedicação para a Du, pois eu sei que ela merece o melhor de mim.

3 comentários:

Migeru disse...

aikimeigo :3

Bem Magus, não se martirize, todo mundo tem seus problemas e coisinhas mal-resolvidas. O importante é vc tomar uma decisão sábia e definitiva e resolver a coisa toda, antes que se torne um emaranhado tão grande e complexo que vc não consiga desamarrar.

Em suma, se vc acha que tá fazendo o que é certo, então vai fundo e boa sorte. =D/

Raphael C. disse...

Be a man, mudhafucker. Be a fuckin' man.

Não que admitir fraquezas não seja covardia - pelo contrário, é preciso culhões pra isso. Mas da vida ou vc tira uma boa lição, ou fica preso aos tombos numa espiral descendente sem fim.

Anônimo disse...

menti mais difusa q a sua num tem msm... ta certo vc aprende... ou nao neh...

pior q tipo "vc num tem culpa"... auauau...

ta no destino sera???

mas veja so... no final td e bom...

melhor ter varias estorias postadas no caso do q uma pagina vazia da estoria...

q concertexa vai ser lenbrada...

por bem ou mal...

mas q vai ficar...

a cada erro e um passo a perfeição..

num se isso existe... tds falam q num qerem ser perfeitos...

mas errar e nao cometer e ser pefeito neh!!!

e q a gente num aconpanha a nossa evolução assim meticulosamente...

mas se poem nessas situações a alguns anos atraz...

intaum ve so...

vc pod ser arrepender...

ou gostar... q se phoda...

mas td q foi feito... era para ser feito e ponto...

num tenha medo as ações e reações...

coisa q vc num tem...

vc tem acima d td... o controle...

como e dificil ver em alguma pessoa...

e um controle analogico...

intaum nao lige... ou lige... nem q seja a cobrar... att aceite as chamdas a cobrar... da pqp...

mas numca deixe d fazer seu comentarios... sobre elas... a ngm... nem q seja pra fl vai toma no cu ou te amo...

reflita sempre... no sentido d pensar tah...

bom em fim...

o rumo e vc q toma...

e o q ta ruim pod piora...

intaum viva intensamente essa as merda... pq cagadas feitas num volta ao cu...

XD... auauauau...

escrito por bruno...
me add no msn... pergunta pro caku aie...

flw bixaaa... kkkkkkkk