terça-feira, 10 de julho de 2007

As mentiras que as mulheres contam...

Sejam bem-vindos aos meus domínios, companheiros de jornada, de insônia e de diversões. Venho hoje propôr uma discussão um pouco mais pesada do que o usual, porém tudo que eu faço têm sempre um fundo humorístico. Nasci com isso, fui criado assim e dificilmente isso irá mudar.

Pois bem, minha gente, a parada é a seguinte... Hoje, após mais uma madrugada animada com meus amigos daqui do interior, me peguei a pensar nesse pequeno assunto, mas que têm uma grande influência no nosso dia-a-dia: as mentiras que nossas amigas, irmãs, namoradas, esposas, tias, avós, primas... Enfim, que todas as mulheres acabam por cometer.

Alguns dias atrás eu fui fuçar no Terra, e achei uma reportagem que dizia justamente o inverso, sobre as mentiras que os homens utilizam no decorrer de um relacionamento, para talvez evitar um choque desnecessário de interesses, e encerrar o relacionamento. Pois bem, eu diria que sou adepto dessas "pequenas mentiras". Às vezes as nossas musas não estão em sua plenitude de beleza ou de forma física, então evitamos comentários desnecessários, que iriam magoar muito nossa querida companheira. Não que isso vá fazer diferença para mim, não sou uma pessoa apegada ao exterior, e sim ao que a pessoa representa para mim, em termos de companhia, relacionamento, química e afins. Então, não vou simplesmente dizer o que pode ser a verdade, mas sim enfeitar a realidade para que tudo possa ser melhor para ambos.

Mas o engraçado é que elas reclamam JUSTAMENTE dessas nossas atitudes (pelo menos, segundo aquele site né). Dizem que devemos ser verdadeiros sempre, doa a quem doer. Tá, mas cáspita. Se por acaso a minha namorada me perguntasse: "você acha que eu fico gorda nesse vestido", e aquele maldito pedaço de pano colorido realmente desse esse efeito, e eu tivesse a honestidade de contar isso, ela ficaria um bom tempo reclamando sobre eu não gostar mais dela, de eu não amá-la como ela é, de como eu sou um insensível e tudo mais. Isso provavelmente acabaria com o clima da noite, e eu iria embora sem entender lhufas do que ocorreu. Agora, caso eu maquiasse a realidade, dizendo que ela está linda, e não importa o que vista, que nada mudaria a beleza dela, isso a deixaria feliz, iríamos ter uma bela noite juntos, estando ela mais gorda ou não com aquele vestido. Afinal, não é a forma que importa, mas sim o sentimento.

Tá, agora vamos para o assunto que eu realmente quero colocar em pauta. Elas reclamam dessa nossa postura, porém elas fazem o mesmo. Mentem sobre o nosso cabelo estar caindo, sobre nossa forma física estar sendo arruinada pela comodidade do relacionamento, mentem sobre os desejos sexuais (as famosas dores de cabeça), mentem sobre o prazer que sentem (sim, essa é clássica!), mentem sobre nossos parentes malas, mentem sobre tudo e mais um pouco. Como raios alguém que mente tanto assim pode querer honestidade também?

Não, não estou incitando todos a mentirem descaradamente em seus relacionamentos. Isso seria uma crise das boas e eu não gostaria de ser considerado o culpado por isso, e muito menos fuzilado em praça pública. Só não entendo como é que as mulheres têm o prazer de nos julgar tanto assim. Ainda mais quando essas mentiras visam o mesmo interesse: manter um relacionamento, e um casal unido.

Tá, todos temos os nossos limites, e certas mentiras são um porre de serem aturadas. Por exemplo, uma vez uma menina mentiu para mim dizendo que odiava o gosto de cigarro no meu beijo, e que iria pensar um tempo no nosso relacionamento. Porém, no dia seguinte fico sabendo que ela estava ficando com um cara que fuma muito mais do que eu. Pra quê mentir num caso desses? Eu já te digo a razão: evitar uma discussão desnecessária sobre ela não gostar de ficar comigo e ponto final. Tá certo que seria bem menos constrangedor para mim ter uma discussão nesse nível do que descobrir o rolo todo. Porém, ela mentiu descaradamente com uma boa intenção para pano de fundo.

É aí que tá: todos os seres humanos mentem, isso de origem. O que me irrita é colocar a culpa nos outros, dizendo que os homens são culpados de algo que as mulheres também fazem o tempo todo. E, de certo modo, as mentiras saudáveis são louváveis, então pra que raios reclamar disso? Viva às omissões de realidade pelo bem-estar geral! Afinal, ninguém vai simplesmente parar de esconder o que acha para não ferir as pessoas ao seu redor. Pois quem faz isso acaba se tornando o insensível, o chato, o vazio e, por fim, o solteiro.

Boa noite a todos!

4 comentários:

Anônimo disse...

tenho 1.96, braco, sarado, olhos azuis, moro em copacabana/miami...

gosto d dirigir meu bmw e o meu jato...

pagando bem q mal tem...

me liga... pega meu tel com o cadu...

agora: qem numca mentio e pq ta mentindo... auauau...

bibaaaaaaaaaaaaaa... XD...

Guilherme disse...

concordo em gênero, número e grau.

Migeru disse...

Digo o mesmo que o Guilherme. Pequenas e inofensivas mentiras às vezes são necessárias, e não adianta botar a culpa na gente por algo que elas também costumam fazer. Com o perdão da palavra: hipocrisia FTW.

E já te falei sobre as pedaladas que os homens bonzinhos levam também, né? Honestamente, parecem eu; não sabem o que querem... >_> *corre*

Raphael C. disse...

Ces't la vie, mãe da foca. Ou se aprende a contornar e administrar isso, ou bate na porta de um seminário e pede pra virar estagiário do Bento XVI =P