domingo, 12 de outubro de 2008

Tears that fall from eyes that know why...

Olá, pessoas que ainda lêem meu blog, que está quase desativado por pouco uso hahaha

Pois bem, fiquei de voltar para postar o resultado da entrevista. Foi positivo, graças a Deus, e estou a quase 3 meses na experiência, esperando para ser efetivado... Uma espera tensa, aonde eu não quero dar um passo em falso... Apesar de algumas besteiras, está tudo indo bem...

Mas o que eu vim postar aqui hoje, aproveitando esse título que tirei de uma música do Rush (na verdade foi da versão que o Dream Theater fez, em um de seus bootlegs acústicos), chamada Tears, é o fato de muita coisa ter acontecido nesses dois meses e meio sem postagens aqui.

Algum tempo atrás, eu fui para Junqueira ver a Tati novamente. Foi um final de semana complicado, MUITA COISA aconteceu, e começamos a rumar para o fim da relação. Ela dizia que eu tinha feito algumas coisas que ela não havia gostado, além de haver muita pressão dos familiares dela...

E pois bem, apóis um tempo com esse aperto no coração, ela chegou e terminou comigo. Não devo mentir aqui, fiquei arrasado, me senti o pior ser humano da face da Terra, mas sabia que deveria levar minha vida em frente, não deveria abaixar a cabeça para o sofrimento, afinal tinha muito trabalho a fazer...

Após uma semana do término, ela decidiu que não aguentava ficar longe de mim, que me amava, sentiu minha falta e queria voltar comigo... Voltei, afinal a falta que ela fez em minha vida foi absurda... Voltamos, fui para o interior para vê-la, e ficou acertado que iria esse final de semana para lá novamente.

Porém, os familiares do padrasto dela estariam na casa dela, o que impossibilitaria nosso encontro... Definimos que eu iria para lá dia 18, semana que vem, para podermos ficar juntos decentemente... Afinal, nem a mãe dela tava sabendo mais de nós dois...

Tudo acertado até quinta feira de noite... Recebi uma mensagem offline no msn, aonde ela dizia que achava melhor que ficássemos separados mesmo. Na hora, não sei exatamente o que senti, não sei se foi decepção, raiva, tristeza, ódio, vontade de descontar essa raiva em algo ou alguém... Liguei para a amiga dela, conversamos um pouco e fui dormir, tava com a cabeça cheia demais de tanto trabalho, de tanta cobrança, de tanta pressão e estava sentindo que o vazio queria me engolir...

Porém, já acordei meio conformado com a situação, e trabalhei como se não tivesse acontecido nada... Até receber uma ligação dela...

Ela me disse que estava cansada, que já não queria mais namorar comigo, e falou algo que me deu a certeza de que, novamente, ela estava cedendo à pressão familiar... Me disse que eu era mais velho do que ela, que não daria certo, que ela tinha apenas 14 anos, e eu tinha 22, que ela ainda tinha muito que estudar antes de pensar em namorar... Resumindo, ela estava praticamente repetindo pra mim tudo que a mãe dela já havia dito... Eu, lógicamente, fiquei MUITO puto com aquilo tudo... Afinal eu tenho certeza de que ela vai sentir minha falta, de que é capaz de ela querer voltar comigo logo logo...

Porém, NÃO DÁ MAIS! Já cansei de ficar nessa situação ridícula, sofrendo por antecipação, sendo feito de gato e sapato por um pouquinho de atenção... Mesmo sabendo que a amo demais, não vou topar voltar até ela me provar que não vou passar por tudo isso de novo... Que ela merece que eu dê o braço a torcer novamente...

Mas o problema de tudo é que eu a amo muito... Tá um SACO, um INFERNO passar esses dias sem ouví-la, sem ligar para ela, sem mandar uma mensagem engraçadinha no final do dia, sem ter a certeza de que ela está ao meu lado, mesmo sendo tão distante... E eu sei também que não deveria cobrar esse tipo de atitudes de uma menina tão nova... Mas me dói essa situação, porra! Tá muito foda ter que aguentar o mundo todo ao meu redor vivendo suas vidas felizes, e eu comendo o pão que o diabo amassou de novo!

Eu queria poder ir até lá, conversar com ela de olhos nos olhos, porém não vai rolar. Não até eu ter certeza de que eu aguentarei o baque sem sofrer de novo... Só espero não ficar nessa situação por muito tempo... Já tô cansado de sofrer já...

Abraços amigos leitores, e obrigado por me "ouvirem" mais uma vez, afinal tá virando rotina eu vir aqui desabafar e sumir... Mas obrigado ainda assim!

2 comentários:

Graz! disse...

Bom, a Tati não sabe o que está perdendo... Deixe ela sofrer e perceber isso...

Amo-te!

Küsse

Lekkerding. disse...

Vai passar...
And from ashes you will rise on fire, once more, with feeling.